18/02/2018

5 motivos para ver Black Panther agora!



Ontem fui ver Black Panther ao cinema e a criança dentro de mim não podia estar mais feliz. É o primeiro filme protagonizado por um herói africano e um elenco praticamente negro. Acho que só isso já é motivo suficiente para que ele seja assistido por toda a gente, mas ainda assim, eu dar-vos-ei mais 5!


1. PRODUÇÃO

O filme está muito, muito incrível, em vários aspetos. A cinematografia impecável, cenários e efeitos especiais muito realistas, a construção de cada personagem está muito bem feita, e os figurinos estão on point. Adorei a forma como mesclaram a alta tecnologia e a cultura ocidental com as culturas mais tradicionais e africanas. Há imensos trajes, rituais e músicas que nos situam e contextualizam na perfeição ao longo filme. Nada forçado nem em demasia, simplesmente perfeito e na medida certa.


2. ENREDO

A história é muito boa e envolvente. Não acompanho nada de heróis da Marvel ou DC, confesso que nunca tive grande interesse até ao lançamento de Black Panther. Mas já estou a tratar disso, de ontem para hoje tenho pesquisado bastante sobre a ligação entre todos esses heróis e estou a gostar de conhecer mais desse universo.


Mas resumindo o enredo: Após a morte do pai, T'Challa regressa ao reino de Wakanda com o fim de assumir a liderança e proteger o seu povo. Wakanda é uma nação (fictícia) altamente desenvolvida, tecnológica e secreta em África. Wakanda tem uma enorme fonte de Vibranium, cujos cidadãos usam para desenvolver alta tecnologia e para se isolarem do resto do mundo, fingindo ser um pais pobre, de "terceiro mundo". Mas ao regressar e depois de ser aclamado como novo rei, T'Challa é confrontado com um novo problema: alguém está a planear acabar com a paz em Wakanda revelar a sua existência ao mundo.
Não contei um terço da história para não perder a graça para quem for assistir ao filme, mas há muito mais para além disto! Just go watch it.


3. GIRL POWER

As mulheres BRILHARAM com muita fé em Black Panther. Umas verdadeiras heroínas que não precisam de um príncipe encantado que as venha salvar. Fiquei muito feliz por vê-las ocupar espaços que à partida só são ocupados por homens, e também por não existir toda aquela rivalidade e tensão entre mulheres a que estamos tão (mal) habituados. Adorei a presença de todas, mas as minhas favoritas foram sem dúvida a Okye, a Shuri e a Nakia.



Okye (Danai Gurira, a nossa Michonne de The Walking Dead) é a líder de Dora Milaje, um grupo de mulheres guerreiras de Wakanda. Ela é super corajosa e determinada, não pensa duas vezes antes de agir perante qualquer perigo eminente e é muito fiel ao povo de Wakanda. Nakia (Lupita maravilhosa Nyong'o) é uma espiã muito inteligente e perspicaz, inclusive logo no início do filme vê-mo-la a tentar salvar um grupo de mulheres escravizadas na Nigéria. E Shuri (Letitia Wright, também protagonista do último episódio da 4a temporada de Black Mirror) é a princesa pela qual eu esperei a minha vida inteira. A jovem de 16 anos é simplesmente brilhante, bem humorada, inteligente, e trabalha como designer de alta tecnologia para Wakanda, sendo que criou um dos fatos que o seu irmão T'Challa (e Black Panther) usa no filme.


4. TRILHA SONORA

A trilha sonora é 5 estrelas e é toda produzida por Kendrick Lamar, contando com várias colaborações de outros artistas. A playlist com todas as músicas do filme está disponível no Spotify. Neste artigo vocês podem ler uma análise detalhada de todas as músicas do álbum e como eles complementam o filme. A minha música favorita é, sem dúvida "All the Stars", cantada por Kendrick Lamar e SZA. Inclusive vale MUITO a pena verem o videoclipe da música por que está uma verdadeira obra de arte!


5. REPRESENTATIVIDADE

E claro, não posso deixar de falar da riqueza que foi a enorme representatividade negra em Black Panther. Fiquei muito feliz por incluírem homens e mulheres negrxs, (sobretudo de pele escura e longe dos traços e características europeias e maioritariamente aceites socialmente) e os colocarem na pele de personagens que geralmente não são ocupados por pessoas de pele negra. Talvez para alguns de vocês não faça sentido, mas para uma criança representatividade é muito importante para o desenvolvimento da sua autoestima e da sua autoconfiança, e isso foi uma coisa que eu não tive. Sempre consumi filmes, séries, quadrinhos/BD's entre outros, onde a maioria era branca de cabelos lisos, o que por muitas vezes e por muitos anos contribuiu para que eu quisesse ser diferente do que sou.



Mas ontem senti um enorme orgulho em ver um trabalho tão incrível. Sem dúvida um dos melhores filmes que já vi! Não nos deixemos ficar por aqui. Espero que no futuro sejam lançados mais filmes assim, cheios de black power, porque nós somos MUITO mais do que todos esses estereótipos que nos impõem.

Já foram ver Black Panther? Pretendem ir ver? O que acharam?

21/01/2018

18 mulheres negras em Portugal para seguir no Instagram


Depois do feedback INCRÍVEL do post da semana passada a indicar 14 mulheres negras no instagram para vocês seguirem, era óbvio que não poderia ficar por aí. Sigo e acompanho tantas mulheres incríveis por lá, que me sinto na obrigação de enaltecer todas. Porque se há coisa que faço com imenso gosto é elogiar e enaltecer pessoas e trabalhos em que acredito e que realmente aprecio.

Vale a pena frisar que não sigo apenas pelas fotos bonitas, mas também pelo mindset, crenças e ideais que muitas delas têm e com as quais me identifico (umas mais do que e outras, mas isso é normal).

Leiam a primeira parte para entenderem o propósito destes dois posts.

E preparem-se para outra dose pesadíssima de maravilhosidade!

Hilária Elisa - @hilvria

Rafaela - @rafaela.jpg

Nádia - @its.me.nadia


Kika Galhardo - @kikagalhardo

Evódia Graça - @evodiagraca

Joana - @joanastock

Paula Oliveira - @__paulaoliveira__

Márcia Alves - @http_melaninprincess

Cláudia Pereira - @claudiapereira_mua

Sara Monteiro - souasaraa

Claudina Correia - @femeatop


Simone Gonga - @simonegonga

Raquel Borges - @darkskingyal_


Lera Jaló - @olaj_arel

Lexy - @lexy_vale

Infelizmente não vou conseguir colocar todas nesta publicação, sobretudo porque de certeza que me esqueci de alguém. Mas sintam-se representadas!
Além disso vou continuar a divulgar o trabalho de mulheres incríveis pelo meu Instagram, por isso acompanhem-me por lá!

Como eu disse, nem todos os igs que indiquei são de bloggers ou youtubers, mas achei importante colocá-las aqui mais pela questão da representatividade. Espero que tenham gostado destes dois posts que fiz com tanto gosto e carinho. Espero mesmo que vocês conheçam e sigam algumas delas (se não todas, porque todas arrasam e vale a pena)!

E deixo aqui um mega recado, vamos apoiar-nos mais umas às outras! Se gostarem do trabalho de outra mulher (seja em que área for) não hesitem em deixar isso claro. Divulguem o seu trabalho, deixem-lhe uma mensagem motivacional, dêm-lhe as vossas dicas e sugestões para que ela possa melhorar e crescer. Vamos deixar de nos ver como rivais, porque juntas conseguimos muito mais!

13/01/2018

14 mulheres negras em Portugal para seguir no Instagram


Esta semana, no instagram, deparei-me com um pequeno desabafo da Valerie Eguavoen (@onacurve), fundadora do blog On a Curve, onde ela questionava a falta de representatividade no mundo da blogosfera.

Identifiquei-me com tantas das coisas que ela falou no seu post, que me pus a pensar em como a situação em Portugal não é muito diferente. A falta de representatividade ainda é um problema não só na blogosfera, como em todas as grandes mídias. Mas centremos-nos na blogosfera.

Quando eu comecei no mundo dos blogs entre 2012 e 2013, não conhecia mais nenhuma outra blogger negra por cá. Na verdade não conhecia bloggers portuguesas no geral. O meu primeiro contato com outras bloggers foram as brasileiras e as norte-americanas. Mais tarde comecei a acompanhar bloggers portuguesas, mas nenhuma negra. Sem exagerar, acho que só em 2016 é que de facto comecei a conhecer o trabalho de mulheres negras em Portugal na internet.

Hoje em dia, felizmente já existem muitas mulheres negras a fazer um trabalho incrível na internet, nomeadamente aqui em Portugal. Mas é muito difícil terem o reconhecimento e destaque que merecem.

Let's face it, em Portugal, a blogosfera é representada pelos mesmos rostos de sempre. São os mesmos rostos a marcar presença em eventos, a ganhar visibilidade das marcas e destaque nas grandes mídias. E se não é de todo por falta de pessoas diferentes a produzir conteúdo de qualidade, porque será?

A Valerie, que não é uma mulher conformada, não esperou pela resposta, arregaçou mangas e criou o @youbelongnow, que é, e passo a citar "um movimento de criadores de conteúdo que estão constantemente a ser negligenciados por causa do seu tom de pele, etnia, religião, género, idade...". Ela decidiu inaugurar o espaço divulgando 100 criadoras de conteúdo digital negras, e, para minha surpresa, eu tive a honra de ser uma delas. Fazer parte de uma iniciativa tão linda, e estar no meio de tantas mulheres poderosas, encheu-me o coração!

A iniciativa da Valerie deu-me a ideia de fazer aqui um shoutout às mulheres maravilhosas que sigo no instagram. Algumas delas são afrodescendentes como eu, outras nascidas num PALOP (País Africano de Língua Oficial Portuguesa). Nem todas são bloggers, algumas são youtubers, mas todas são inspiradoras, não só pelas fotos on point, mas também pelo mindset sólido que cada uma tem.

Infelizmente não consegui colocar aqui todas, e por isso de certeza que farei uma segunda parte.

Preparem-se para a dose de maravilhosidade que vão tomar agora!

CLÁUDIA SANTOS - @kllaublog

YOLANDA TATI - @yolanda.tati

SILVIA CASSANDRA - @silviacassandra

CUIIN - @that_blackk

JANDY - @__xjandyyx__

YONCÉ LOPEZ - @its.yonce

GILDA MBALAZAU - @gii_unit

 LILLA MBALAZAU - @misslills

LEONOR SILVA - @leonorssilva

DULCE CRISTÓVÃO - @dulcecristovao

WILMA MOISÉS - @sambapitaa


CUSTÓDIA SAMBO - @custodiasambo

ELISA - @zengxrl

Como eu disse, acompanho muitas mais, e se vocês gostarem deste post, farei uma segunda parte a indicar mais. Aproveitem para conhecer estas girls, garanto que não se vão arrepender! Valorizem e divulguem o trabalho de quem vocês admiram.

Já conheciam alguma destas instagrammers? Que outras criadoras de conteúdo negras vocês conhecem e acompanham? Recomendem-me, pois adoraria conhecer! 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...